11 Dezembro 2018
Fonte:: Tecnoblog

 recaptcha

No começo, o reCaptcha exigia que você decifrasse uma sequência de palavras retorcidas para provar que você não era um robô. Depois, a tecnologia passou a exibir apenas uma caixa de marcação, que permite confirmar sua humanidade com um clique (pelo menos na maioria das vezes). E agora? Agora o reCaptcha não vai mais precisar de nenhuma prova sua.

O Google está lançando o Invisible reCaptcha, que não solicita nenhum “desafio” e não aparece nos formulários. Por motivos óbvios, a empresa não detalha o funcionamento da tecnologia, mas diz que a diferenciação entre humanos e robôs acontece por meio de “uma combinação de aprendizado de máquina e análise de risco avançada que se adapta às ameaças novas e emergentes”.

O reCaptcha continuará nas páginas, mas de forma escondida. Assim que você abrir um formulário, ele tentará adivinhar se você é um humano ou robô. Se o reCaptcha estiver em dúvida e desconfiar que você é uma máquina, então um desafio será exibido.

Como lembra o Ars Technica, o reCaptcha ajudou o Google a resolver problemas que eram complexos demais para as máquinas. Quando o reCaptcha funcionava por meio de palavras, você contribuía com a digitalização de livros. Depois, o Google passou a utilizar o reCaptcha na identificação de números de casas em fotos tiradas pelos carros do Street View. Mais recentemente, a tecnologia serviu para treinar algoritmos de reconhecimento de imagens.

O futuro do captcha é um mundo sem captcha.

Fonte:: TechTudo - ALESSANDRO FEITOSA JR

google1

O Google Fotos permite realizar o backup ilimitado na nuvem de imagens com resolução de 16 megapixels e vídeos em 1080p. Porém, ao contrário de outros serviços de armazenamento, como Dropbox ou o próprio Google Drive, o programa funciona como uma via de mão única, pois não é possível baixar todos os arquivos de uma vez só, apenas enviá-los.

No entanto, há uma ferramenta para o usuário fazer o download de toda a sua mídia. Confira abaixo como usar o Google Takeout e recuperar seu backup do Google Fotos.

Passo 1. Acesse o Google Takout e selecione a opção Baixar, você será redirecionado à página do programa. Entre com sua conta do Google e, em seguida, clique no botão “Não selecionar nenhum”;

google fotos takeout 1

Passo 2. Depois navegue até o Google Fotos e clique no botão para ativá-lo;

google fotos takeout 2

Passo 3. Em seguida, clique sobre a pequena seta. Você poderá selecionar entre baixar todos os álbuns ou selecionar álbuns específicos;

google fotos takeout 3

Passo 4. Após a seleção, navegue até o fim da página e clique em “Próxima”;

google fotos takeout 4

Passo 5. É possível personalizar o tipo de arquivo e a forma como fará o download. É recomendável manter o file como “ZIP”. Escolha entre receber o link da transferência pelo e-mail ou então obter o conteúdo pelo Google Drive. Em seguida, clique em “Criar arquivo”;

google fotos takeout 5

Passo 6. O Google irá processar suas fotos e vídeos e então enviar para o destino selecionado no passo anterior. A etapa pode demorar alguns minutos, dependendo da quantidade de mídia que você possui;

google fotos takeout 6

Passo 7. Se você não quiser ir até o e-mail ou ao Drive, o link para download também ficará disponível em seguida. Clique em “Fazer download” para baixar o backup.

google fotos takeout 7

O arquivo será baixado com todo o conteúdo armazenado no Google Fotos.

Fonte:: UOL - Nicole D'Almeida

 whatsapp

Itálico, negrito, tachado, monoespaçado. Essas sào as formatações disponibilizadas pelo WhatsApp desde 2016. Porém, para usá-las era necessário fazer uso de códigos como asterisco (*), traço (_) e BI (~).

Com as atualizações recentes, o app possibilitou formatar as palavras usando o menu flutuante, aquele que aparece quando você seleciona um texto.

Confira no tutorial a seguir:

1. Após o término da digitação, selecione uma ou mais palavras para identificar os trechos desejados.

2. Um menu aparecerá sobre as palavras com funções como recortar, copiar e colar... Se seu aparelho for Android, toque nos três pontinhos ao lado. Se for iPhone, clique em B/U.

3. Deslize o menu até encontrar a formatação desejada.

 whatsapp

4. Pronto, agora é só usar a criatividade e enviar.

Fonte:: Olhar Digital

deep f8f7e

A Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que criminaliza a prática do deepfake no Brasil. A ideia é coibir o uso da tecnologia para a criação de vídeos ou imagens íntimas falsas de pessoas.

O deepfake é uma técnica que usa inteligência artificial para colocar imagens de pessoas em cenas de filmes, por exemplo. Ela pode ser usada inclusive para colocar o rosto de uma pessoa em uma cena pornográfica de maneira que não é possível distinguir se o vídeo é real ou não.

De acordo com o texto aprovado pela Câmara dos Deputados, quem criar uma montagem não autorizada de uma pessoa em cena de nudez ou ato sexual pode pegar de 6 meses a 1 ano de detenção, além de multa. A pena pode ser ainda maior caso o criminosa mantenha ou tenha mantido relação íntima com a vítima.

Fonte:: IDGNOW!

google assistente tela 3bec1

O Google liberou nesta semana um novo recurso para o Google Assistente para usuários brasileiros. Agora, a assistente virtual da gigante de tecnologia consegue ler as principais notícias do dia em português.

A experiência conta com parceria dos veículos CBN, Estadão, Jovem Pan, Litoral FM, O Globo, Rádio Globo, Veja e Terra, e está disponível em celulares com sistema operacional Android e iOS.

Como funciona

Basta dizer “Ok, Google, ouvir as últimas notícias” para o Google Assistente e você poderá ouvir as principais notícias do dia no seu celular. Você pode, ainda pedir notícias de uma fonte específica entre os veículos parceiros, como “Ok, Google, ouvir as últimas notícias do [Veículo]”

Desde que o Google lançou o novo Google Notícias em maio deste ano, o Brasil já é um dos cinco países com mais usuários diários ativos. O Brasil também é o terceiro país mais ativo no Google Assistente para smartphone, informou o Google. Além disso, português brasileiro o segundo idioma mais usado no Assistente em smartphones.

A função de ouvir notícias chega para o Google Assistente no Android (a partir da versão 5.0) e iOS (através de um aplicativo).

Fonte:: Olhar Digital

vpn

As VPNs estão na moda! Uma pesquisa da GlobalWebIndex acaba de revelar quais são os principais usos das VPNs por usuários de internet em todo o mundo. Confira.

A função básica de uma VPN é permitir a navegação anônima na internet. Porém, apesar deste serviço ter se tornado vital quando o assunto é privacidade, a segurança não é a principal razão pela qual as pessoas utilizam este recurso.

No primeiro trimestre de 2018, a plataforma de análise de público GlobalWebIndex realizou uma pesquisa com mais de 33.000 usuários de VPNs para PCs, e 25.000 usuários de VPNs para dispositivos móveis. Em cima das respostas dos participantes, a empresa definiu os cinco principais usos das VPNs nestas plataformas.
No topo da lista aparece a utilização das VPNs para acessar melhoresconteúdos de entretenimento, razão citada por 57% dos usuários de dispositivos móveis, e por 54% dos usuários de computadores.

Para 36% dos usuários de smartphones e 34% dos usuários de desktops, as VPNs são usadas para acessar redes sociais, sites ou serviços de notícias bloqueados nos seus países de origem. A GlobalWebIndex afirma que 41% dos usuários de VPN em celulares na China, por exemplo, usam este recurso para acessar redes sociais bloqueadas no país, apesar da prática ser reprimida por lá.

O uso da VPN no computador está relacionado a questões de privacidade e trabalho. Assim, 35% dos entrevistados disseram que usam VPNs para navegar de foma anônima, e 30% usam VPNs para acessar arquivos e serviços de trabalho por meio de VPNs aprovadas pelo departamento de informática das empresas em que trabalham.

Por último, para 27/25% dos entrevistados, as VPNs servem para conversar com amigos e familiares no exterior.

vpn 5d1fe